Blog

0

3ª ETAPA – 12/04/08

ATENÇÃO PILOTOS!

Estou com problemas no computador da ASSEKA – basicamente, infelizmente e, simplesmente, não liga!

Não sei o que está acontecendo, e estou correndo atrás para arrumar o mais rápido possível. Quem conhecer algum técnico de informática, bom e honesto e puder me indicar, eu agradeço.

De qualquer forma, enquanto os problemas não são resolvidos, vou me comunicar com vocês através do blog.

CORRIDA DE SÁBADO.

Acontecerá normalmente, portanto, façam o depósito até quarta feira, 9 de abril, impreterivelmente.

Qualquer dúvida é só me enviar e-mail, mas tenham paciência, pois não consigo acessá-lo todo hora.

Obrigado e desculpem o transtorno.

0

Novo site.

Pessoal,

Vou começar a remodelar o site da Asseka, portanto, preciso da ajuda de vocês.

Quem puder me ajudar de alguma forma (qualquer ajuda é válida), entre em contato comigo através do e-mail bruno@asseka.com.br.

Envie sua sugestões através do mesmo e-mail.

Valeu. Estou esperando!

0

McLaren.

Vejam vocês.

O cara deve gostar muito de F1 para fazer um treco desses. Acho que ele demoraria menos para fazer uma réplica motorizada.

[photopress:image012.jpg,resized,centered] [photopress:image008.jpg,resized,centered]

0

Estréia Espetacular

Finalmente começou a temporada 2008 da Asseka. Eu, como piloto, não via a hora de correr de novo no nosso campeonato. E o ano começou da melhor maneira possível: novos pilotos, corrida limpa, muita amizade, diversão e bençãos.

Vou passar o meu ponto de vista da corrida. O que não é fácil, já que eu estava correndo, e não do lado de fora. Mas vamos lá…

A classificação foi sensacional. Saí para a pista junto do Lucas, andamos juntos por algum tempo porém ele teve problemas com o acelerador e trocou de kart.

Tive sorte de ter pista limpa por um bom tempo, e conforme eu andava meus tempos iam baixando, assim como os do Vinicius, Dedo e Elton também iam. Cheguei até a imaginar que eu seria o pole, já que quando eu fechei minha última volta fui o mais rápido da pista. Porém a felicidade durou pouco e, nessa mesma última volta, o Vinicius e o Dedo baixaram o meu tempo, com o Vini na frente.

A corrida, para mim, não começou bem. Acelerei forte na largada, tentei colocar por dentro do Vinicius, que estava se defendendo do Dedo, e não tive espaço para fazer a primeira curva. Com isso, toquei os pneus e perdi minha posição para o Elton.

O Vinicius se manteve em primeira, Dedo em segundo, Elton em terceiro e eu em quarto.

Essas posições foram mantidas por mais da metade da prova. Enquanto o Vinicius se distanciava do Dedo e este de mim e do Elton, eu tentava incansávelmente ultrapassar o Elton. Tentei por dentro, por fora, dando “X”, mas nada dava certo. Foi quando recebemos bandeira azul para o líder da prova, Vinicius, passar. Dei o lado de dentro para ele passar, e o Elton fez o mesmo. E logo que o Vini me passou embuti na traseira de seu kart e consegui, finalmente, ultrapassar o Elton.

O Elton, logo em seguida, teve uma queda de rendimento de seu kart e com isso consegui abrir uma distância segura dele. E então começou a chover.

Do meu ponto de vista foi ótima a chuva, pois consegui abrir bastante distância dos que estavam atrás de mim.

O Elton não teve muito o que fazer, pois com o kart com problemas e chuva forte acabou ficando para trás, em 6º. Nisso, se deram bem o Lucas e o Bruno, que chegaram, respectivamente, em 4º e 5º.

Isso é o que eu posso apresentar, pois é o que eu vi na corrida. Aguardem relatos dos outros pilotos e do pessoal de fora da corrida para saberem o que mais aconteceu!

Eu gostaria de parabenizar e agradecer os novos pilotos, que correram muito bem e mantiveram a união e amizade característica da Asseka.

Um grande abraço a todos e muitas bençãos,

Eduardo Benvenuti

0

ABC Kart

Recebi um e-mail do blogueiro-piloto Vinicius Neves e seu relato sobre a experiência no ABC Kart, novo kartódromo, localizado em Diadema.

Vejam o que ele contam, e imaginem as fotos que ele menciona! As fotos Vinão!!!

A paixão por velocidade falou mais alto nesse feriado. Pleno domingo de páscoa e lá vamos eu e Felipe até Diadema para conhecer o recém-inaugurado ABC Kart.

O lugar é perto e muito fácil de ir, pegamos o mapa pela internet e erramos apenas uma entrada já perto do lugar. Ao chegar nos deparamos com um muro alto e um portão com umas 4, 5 pessoas sentadas conversando. Nada de barulho de kart. Achamos esquisito mas resolvemos entrar.

A pista estava deserta e no terreno de trás algumas pessoas faziam um churrasquinho. O estacionamento é de médio porte, talvez metade do Planet Kart mas cabe uns 50 carros sossegadamente.

Chegamos na recepção e pedimos para correr. Só havia nós dois lá mesmo. Preenchemos a ficha e fomos colocar os equipamentos. O banheiro é pequeno mas acomoda umas 4 pessoas se trocando ao mesmo tempo. Foi neste momento que o Felipe perguntou onde estava meu protetor de costelas e eu percebi que tinha esquecido (meia hora depois eu perceberia que foi o pior dia possível para esquecer esse item).

Saímos do banheiro, conversamos com o diretor de prova que fez perguntas rápidas e falou que ia fazer meia hora seguido já que só estávamos nós na pista. Concordamos pois dessa forma poderíamos fazer um ótimo treino.

Os karts parecem realmente muito novos, todos com chassi Mini e motores Honda de 9 hp. Até onde eu fiquei sabendo não tinham suporte para lastro mas confesso que esqueci de perguntar sobre isso. A propósito, o painel dos recordes estava esquisito. O funcionário afirmou que os recordes na casa de 43s eram naquele traçado mas depois isso se provou impossível. Acho que na hora eu perguntei se era naquela pista e não naquele traçado e ele entendeu errado. Mas enfim, vamos treinar que é o que interessa.

Saio do boxe com o kart de número 14, com pneus frios e percebo que na beirada da saída dos boxes há uma calçada. Nunca tinha visto isso mas era uma calçada de rua mesmo. Entro na pista e logo percebo o principal ponto negativo da pista: a ondulação do asfalto. Nem precisei dar uma volta completa para perceber que eu iria sofrer e muito sem o protetor de costela.

Terminada a primeira volta de reconhecimento percebi que haviam 3 curvas de alta, 1 curva reta e 5 cotovelos. Um traçado em zigue-zague, estilo que eu odeio. Outro detalhe importante que foi percebido já na primeira volta, a pista é muito estreita. Cabe dois karts juntos, mas sobra muito pouco espaço e numa disputa mais acirrada pode ser bem perigoso.

Vamos então baixando os tempos e pisando mais forte. O banco do kart é largo e com as ondulações absurdas por várias vezes fico batendo dos lados e forçando a mão no volante para não soltar. O mais crítico é que em 2 das 3 curvas de alta há muita ondulação. Uma delas é no fim da reta e vc apenas dá uma aliviada no acelerador, embica e já acelera de novo. Com a ondulação que tem na curva qualquer descuido é grave (o Felipe pode explicar isso melhor). Mas eu mesmo quase bati lá algumas vezes pois estava dirigindo no limite.

Depois de 10 voltas e fazer 2 vezes o tempo de 45.43 resolvi trocar de kart para testar outro. Parei nos boxes, peguei dessa vez o número 5. Mais umas 2 voltas de aquecimento e percebo que o kart não é tão bom de curva, mas decido continuar assim mesmo. Começo então a pisar muito forte, pra bater no muro ou bater o recorde…

Lá pra volta 8 ou 9 com o kart novo começa a série de voltas rápidas: 45.30, 45.27, 45.25, 45.24, 45.10, 45.33, 45.04. Eu tava absolutamente concentrado e como não tinha ninguém na pista (eu nem encontrei o Felipe pq estávamos em pontos diferentes) pude estudar cada trecho do traçado e ir melhorando aos poucos. Mais algumas voltas e 45.03. Já estava começando a ficar cansado pq as ondulações exigiam muita força no volante pra segurar o kart que é mais nervoso do que parece (esse motor 9 hp até que é forte pra essas pistas indoor).

Depois de 34 voltas eis que vem a volta perfeita: 44.95. Com muito esforço e sem errar nada. Baixar disso eu sabia que seria impossível. Dei mais 3 voltas e terminou o treino. Peguei a folha e descobri que o recorde do mês era 45.54 (e não aqueles recordes de 43 q eram impossíveis naquele traçado). O treino realmente deu resultado.

Pagamos os 65 reais e ficamos assistindo outros 3 pilotos correrem na bateria seguinte. Estava bem cansado e já começando a sentir os efeitos da pista ondulada. Então tiramos algumas fotos e fomos embora.

No dia seguinte não preciso dizer que eu estava acabado.

Conclusão disso tudo é que como treino foi ótimo. Em relação a pista, há muito o que melhorar. O traçado não é dos melhores, mas a pista é grande e possibilita outras opções. Mas o asfalta é terrível. Sem dúvida nenhuma é a pista mais ondulada que eu já corri na minha vida e isso prejudica muito a pilotagem e detona os karts (quero ver por qto tempo eles vão durar assim novos). Acho que vale correr lá como treino ou corrida só pra brincar, mas disputar um campeonato inteiro não tem jeito.

De qualquer maneira, vamos marcar uma próxima vez para ir mais gente. Só não esqueçam os protetores de costela!

0

2ª etapa – mais emocionante que a F1.

Mais uma etapa, a meu ver, emocionante e muito legal de assistir. Teve de tudo, pista úmida, pista seca, garoa forte, rodadas e muitas, mas muitas trocas de posição. Isso foi o mais interessante.

Para variar a classificação já começou empolgante com várias trocas de pole, mas que a garantiu foi o Felipe – que bela evolução.

Durante a corrida, mais emoção, por diversas voltas não dava para saber que liderava, pois a cada passagem pela torre, era um piloto diferente. Vinicius, Eduardo, Bruno, Felipe, Lucas, Elton. Realmente estava incrível.

Quem se deu bem foi o Vinicius que no final da corrida disparou e agarrou seu troféu de vencedor, mais uma vez! Eduardo ficou em segundo e Felipe e terceiro lugar.

Parabéns pilotos e segurem o cara porque daqui a pouco vai ficar difícil!!!

Ah, já sabem certo? Comentários por favor.

0

3 pontos.

Tenho me surpreendido desde o começo da temporada, com algumas coisas:

1º- O respeito de cada um dentro da pista;
2º- O comprometimento dos pilotos;
3º- A grande evolução de alguns, tanto dentro da pista como na participação.

Só tenho a agradecer vocês, pela ajuda, dedicação, preocupação e incentivo.

Obrigado.

0

Primeira etapa.

E começou mais uma temporada da ASSEKA, a quarta, para ser mais exato.

Esse ano as corridas serão todas no Planet Kart, e a primeira corrida foi disputadíssima. Desde a classificação, até a bandeirada final, debaixo de chuva.

Bom, acho que não sou eu a melhor pessoa para contar como foi à etapa de estréia de 2008.

Contem ai pilotos! To curioso!

0

Paciência!!!

Pessoal,

Peço desculpas pela falta de atualizações no site e no blog.

Meu tempo está muito corrido. Tentarei atualizar na medida do possível até o final de semana.

Valeu!

0

Kart Rider em NY.

Pessoal,

Finalmente tirei as minhas ferias, e estou aqui nos Estados Unidos, especificamente em Buffalo, Nova Iorque. Desculpe a falta dos acentos etc.

Estava andando no final de semana passado na Times Square, na cidade de Nova Iorque em meio as suas luzes, outdoores imensos com propaganda de tudo, inclusive Coca-Cola, Mc Donald’s, carros e os famosos taxis amarelos.

[photopress:DSC_0237.JPG,full,centered] [photopress:DSC_0249_1.JPG,full,centered] [photopress:DSC_0244.JPG,full,centered]

Quando vi o outdoor abaixo, meio escondido entre os predios, altos, bem altos por sinal.

[photopress:DSC_0238.JPG,full,centered]

Entrem no site www.kartrider.com e vejam.

Comentem aqui o que acharam…..acho que vou entrar.

Abracos.