Blog

0

Regulamento revisado.

Pessoal,

Ontem eu revisei o regulamento no que diz respeito à quantidade de pilotos por bateria. Já está no site a versão atualizada, inclusive para download.

Basicamente, considerarei apenas uma bateria quando, no mínimo 12 e no máximo 26 pilotos estiverem confirmados na etapa em questão. Farei a divisão para duas baterias quando tivermos de 27 a 30 pilotos. Mais que 30 pilotos (show em?!), os sobressalentes ficarão em fila de espera até chegarmos a 15.

É isso.

Leiam atentamente o regulamento, pois ele será seguido à risca.

0

Vai começar!

É galera, vai começar a Temporada 2009, a quinta consecutiva desde a criação da ASSEKA. Bacana, não?

Estou absurdamente empolgado, como há anos não me sentia. Deus tem sido mais rápido e maior em seus milagres do que eu imaginava. Minha meta era ter 30 pilotos até o final do ano, mas, estamos com quase trinta hoje, e nem começamos a temporada ainda. Milagre ou não? Com certeza, principalmente depois de algumas dificuldades.

Tenho fé que ainda veremos coisas maiores esse ano, que graças a Deus está apenas começando. Isso é ou não é show?

O mais bacana de tudo é ver como os pilotos novatos já estão entrando no ritmo e se empolgando também. Será sem dúvida nenhuma uma temporada para ficar na memória.

Para essa primeira corrida o traçado será o 2, sem o miolo e com a descida depois da curva 1 quebrada com o S. Vejam no site da Granja, que inclusive está com sua nova versão!

Outro detalhe: só faremos a divisão de baterias se tivermos 30 pilotos, caso contrario, estou quebrando a cabeça e fazendo contas se será viável.

Preparem-se, pois o grande dia está chegando!

Ah, e formem suas equipes, pois não é possível em uma turma de quase 30 pilotos não termos pelo menos 10 duplas.

0

Começamos bem!

Já começamos o ano com 1450 visitas ao site em Janeiro. Muito bom, não?

Como estamos estabilizados acima das 1000 visitas desde Outubro de 2008, se não me engano, podemos puxar a meta um pouco mais para cima. Que tal 2500 até o final do ano, em? Será que dá?

Conto com vocês, sempre, para variar!

Parabéns!

0

Mais uma equipe!

[photopress:ALLEZ_2.jpg,full,alignleft]

É a mais nova equipe da ASSEKA, formada pelo Bruno Roballo e Elton Andrade.

Sinceramente? Gostei do logo.

E as demais equipes, onde estão?

A primeira etapa está ai!!!

0

2º Desafio Amigos da Velocidade – resultado final.

[photopress:noticia290109.jpg,full,centered]

Primeiro, antes de escrever o que vou escrever, se alguém desistir de participar dos próximos desafios (sim, vão existir novos desafios) vai se ver comigo. Se tivéssemos um desafio só com mulheres, tenho certeza que não chorariam como vocês. Brincadeira! Aprender com os erros é bom, fortacele. Pronto, falei, escrevi.

Voltando ao assunto, está na capa do site uma mini matéria sobre o evento, mini, pois, priorizei a tabela com o resultado final.

Vejam lá e continuem comentando aqui ou no post logo abaixo.

Valeu e dá-lhe KFF.

Wellington, brigadão pelas fotos, mais uma vez!

0

A aranha.

Uma vez um homem estava sendo perseguido por vários malfeitores que queriam matá-lo. O homem, correndo, virou em um atalho que saía da estrada e entrava pelo meio do mato e, no desespero, elevou uma oração a Deus da seguinte maneira:
– “Deus Todo Poderoso fazei com que dois anjos venham do céu e tapem a entrada da trilha para que os bandidos não me matem!!!”

Nesse momento escutou que os homens se aproximavam da trilha onde ele se escondia e viu que na entrada da trilha apareceu uma minúscula aranha. A aranha começou a tecer uma teia na entrada da trilha. O homem se pôs a fazer outra oração cada vez mais angustiado:
– “Senhor, eu vos pedi anjos, não uma aranha.”
– “Senhor, por favor, com tua mão poderosa coloca um muro forte na entrada desta trilha, para que os homens não possam entrar e me matar…”

Abriu os olhos esperando ver um muro tapando a entrada e viu apenas a aranha tecendo a teia. Estavam os malfeitores entrando na trilha, na qual ele se encontrava esperando apenas a morte. Quando passaram em frente da trilha o homem escutou:
– “Vamos, entremos nesta trilha!”
– “Não, não está vendo que tem até teia de aranha!? Nada entrou por aqui. Continuemos procurando nas próximas trilhas…”

Fé é crer no que não se vê, é perseverar diante do impossível. Às vezes pedimos muros para estarmos seguros, mas Deus pede que tenhamos confiança nEle para deixar que sua glória se manifeste e faça algo como uma teia, que nos dá a mesma proteção de uma muralha.

—————————————————————

Bacana, recebi por e-mail.

0

2º Desafio Amigos da Velocidade – pós corrida.

O desafio foi bem desafiador mesmo. Fazia tempo que não andava com mais 23 pilotos disputando posições. Não foi fácil passar a corrida toda tentando me recuperar por ter largado dos boxes. Tive uma pitada de frustração, eu diria. Mas…

Recebi um e-mail do Allan, do KFF, muito simpático, agradecendo o convite e dizendo que esse intercâmbio entre diferentes clubes é muito bacana. Concordo plenamente! Essa é a idéia do desafio.

Por falar em KFF, eles pulverizaram. Parabéns pelo título de clubes e de pilotos. Mereceram, pois foram uma verdadeira equipe e não um bando de pilotos correndo um contra o outro.

Essa talvez seja a pitada de frustração que tive em relação à ASSEKA. A equipe que fomos no primeiro desafio, infelizmente, não atuou dessa vez. Eu sempre bato na tecla de que temos que chegar cedo para conversarmos, bolarmos estratégias, contarmos os causos do mês, e blá blá blá. Comunhão, temos tido sim, mas não falta mais? Ah falta!

Mas é isso ai, nada em vão, não é mesmo? Para todas as coisas existe um propósito e um por que. Tivemos uma lição de intimidade entre os pilotos do KFF, pelo menos dentro da pista.

A corrida em si foi show. Na classificação peguei um kart que não me colocava nem entre os 10 primeiros, só que não tomei uma decisão rápida de trocá-lo e quando o fiz, larguei dos boxes. Passei a corrida toda lutando para aparecer ao menos no placar, e consegui. Nunca fiz tantas ultrapassagens, acho que foram mais de 15, pois passei e fui ultrapassado por 3 de uma só vez. No final, terminei em décimo. O segundo kart era um canhão, by the way.

O Vini foi o único piloto da ASSEKA no pódio, em terceiro, liderou boa parte da corrida e no final foi ultrapassado….valeu Vini.

Fica a experiência……e vamos começar a treinar mais….a começar por mim que estou gordo pacas.

Valeu KFF, valeu F. Bertão, valeu Vini, Edu, Ronaldos, Felipe, Robalo e Elton.

Até a próxima.

0

Moda – resultado final.

O Roballo ganhou de lavada.

A camiseta sofrerá alguns pequenos ajustes. Será verde com faixas pretas. O logo será estampado no meio do peito, como o Lacerda desenhou e como foi nos anos anteriores. Nas costas teremos a frase “Jesus nos dá vitória.” e o site. A cruz estilizada vai ficar para uma próxima (falta tempo para fazer uma nova tela de silk).

Bom, é isso.

Parabéns ao Roballo pelo desenho, e, de certa forma, o Lacerda também.

Valeu….