Blog

Antes da corrida

Para falar da liderança do Campeonato ASSEKA eu preciso voltar um pouco antes, no começo do campeonato mais precisamente.

 

Essa é a quinta temporada que disputo e tenho que dizer que essa é a temporada que mais vai marcar minha vida por diversos fatores, tanto pelas disputas na pista quanto pelos fatores extra pista.

 

Um ano que começou para mim cheio de expectativas profissionais, acadêmicas e financeiras e que em fevereiro, justamente no inicio da 10ª temporada do Campeonato ASSEKA, pude ver tudo cair como uma avalanche… fiquei desempregado, sofri um acidente grave com meu carro e os estudos começaram a se apresentar como um “Golias” para mim… Quase desisti de fazer o que mais gosto na vida: Sentar em um Kart e pisar fundo!

 

Ao decorrer das etapas eu ficava pensativo, disputei cada corrida como se não existe mais nada e como fosse meu único escape para fugir dessa avalanche. Na quinta etapa eu quase não participei, já estava decidido, estava quase impossível, porém senti Deus me dizendo que eu deveria participar, que eu poderia ir com toda a fé e Ele abriu as portas para que tudo desse certo. Resultado na pista: Vitória! Assumi a vice liderança do campeonato!

 

Mas neste dia eu recebi algo que valeu muito mais do que a disputa na pista, algo que vitória alguma é capaz de superar… Momentos antes da corrida estava encostado na mureta olhando para a pista da Granja, pensativo, com a cabeça cheia e pensando que eu deveria estar em casa estudando, pois na segunda-feira seguinte eu teria uma prova decisiva na faculdade, até que o pai de um dos pilotos, um senhor de idade, se aproximou e começamos a bater papo… ficamos ali falando de corridas e de família, até que sem mais nem menos ele me disse: Fique tranquilo, o que Deus mandou você fazer, faça sem medo! O que Ele tem para você já está consumado e Ele está vendo as suas lutas e o seu esforço, fique tranquilo!

 

Meu coração se encheu de alegria, fiquei impressionado em como Deus estava ali presente, ao meu lado e após a corrida eu pude ver que a vitória na pista foi apenas um bônus. E a prova de segunda? Tirei uma das maiores notas da sala e aquilo que Senhor me prometeu, se cumpriu.

 

Tivemos um longo período antes da sexta etapa, durante a corrida não fui muito bem pois estava com um kart totalmente desequilibrado, mas tive força o suficiente para realizar belas ultrapassagens e terminar na quinta colocação, assumindo assim a liderança do campeonato.

 

Talvez essa liderança nem permaneça, talvez eu nem seja o campeão novamente, mas posso afirmar com toda certeza, de que aquele momento antes da corrida, na quinta etapa, já me fez ser mais do que vencedor.

1 Comment

5
  • Nelson Vieira

    Caro amigo Wagner, fiquei contente com o seu comentário antes dessa corrida, onde cita as suas preocupações em nossa conversa.
    Sabemos, que nos momentos mais dificeis de nossa vida, passamos por situações que parece-nos que tudo está ruindo em nossa volta. Mas, é nesse momento que sentimos o nosso Deus, nos amparando em seus braços. E, assim, em agradecimento, devemos orar sempre e com muita fé e perseverança. Não percamos a esperança, pois, Ele, nos ampara sempre quando precisamos. Que Deus, o ilumine sempre.
    Um grande abraço,

    Nelson

    Obs. Sou pai do Cesar e do Helder