Blog

Brigas por posições marcam quinta etapa.

A quinta etapa do Campeonato ASSEKA foi no mínimo, muito bem disputada. Cheia de ultrapassagens e brigas por posições durante toda a corrida. Nas baterias SUPER 100 e 85 PRO ACESSO, os primeiros lugares foram garantidos desde a largada, mas na 85 PRO PRINCIPAL a disputa intensa pela primeira posição durou toda a corrida.

Na SUPER 100, Daniel Mahseredjian ficou com a pole position e, logo que foi dada a largada, deixou todas as brigas por posições para trás e venceu, tranquilo, de ponta a ponta. O que ajudou muito na distância que Daniel conseguiu tomar foi a briga de Daniel Pastore e Gustavo Zimmermann pela segunda posição. “O segundo colocado e o terceiro ficaram na briga pela segunda posição a corrida toda, então deu até para usar as últimas voltas e testar alguns pontos da pista para a próxima bateria”, contou Daniel, que também compete pela 85 PRO.

Como o vencedor da categoria disse, a segunda posição da SUPER 100 foi disputada do começo ao fim entre Daniel Pastore e Gustavo Zimmermann. E depois de muitas brigas, quem ficou com a segunda posição foi Pastore, que mesmo com Gustavo colado nele o tempo toda, não deixou que o outro piloto o ultrapassasse. E Gustavo ficou com o terceiro lugar. “Larguei em sexto e logo na largada deu para subir algumas posições. Fiquei em terceiro e em todas as voltas eu conseguia chegar no Daniel, mas ele segurou bem”, disse Gustavo.

Outra disputa que pôde ser muito notada na SUPER 100 foi entre Marcus Leão e Marcelo Pimentel. Marcus largou em segundo, mas perdeu posição e foi brigar com Pimentel pelo quarto lugar. Uma disputa que também durou praticamente toda a corrida e que no fim deu o quarto lugar a Pimentel. Marcus, em seu primeiro ano de ASSEKA, estreou no pódio na quinta posição.

Na bateria de acesso da 85 PRO os dois primeiro lugares foram definidos logo nas primeiras voltas. Bruno Lanzo fez a pole e, apesar de ser ultrapassado por João Luz na primeira volta, logo voltou ao primeiro lugar e assim foi até o final da corrida. E João também se manteve na segunda posição até o fim. Ambos, agora voltam com tudo na briga na principal.

“Geralmente não é tranquilo ganhar na acesso”, contou Bruno. E continuou: “Apesar de uns contratempos na primeira volta do treino, quando tive que trocar de kart, fui bem. E quando é assim, as voltas não passam e você quer que acabe logo a corrida para não perder. E agora eu volto para a principal e não quero sair mais.” João, que também volta ao grupo garante: “Subimos de novo para atrapalhar esses moleques e o bicho vai pegar!”

O terceiro lugar da categoria fui muito bem disputado do início ao fim da corrida. Adriano Ravasi, Wellington Araújo, Adriano Albarracim e Thiago Parucci, que chegou mais tarde, formaram o pelotão que brigava por uma vaga no grupo principal. Depois de uma disputa acirrada, cheia de ultrapassagens, Adriano Ravasi ficou com o terceiro lugar e a vaga na principal. “A briga foi grande, sentia que o quarto piloto estava muito perto, mas consegui segurar e depois me distanciei para garantir a terceira posição”, contou Ravasi.

A vaga extra para subir seria do piloto que chegasse em oitavo lugar. E quem conquistou foi Gabriel Mazzaro, que saiu do décimo quarto lugar, e conquistou a vaga.

Na corrida da 85 PRO principal a briga foi pelo primeiro lugar. Eram quatro pilotos disputando a vaga e proporcionando uma corrida emocionante para quem assistia. A pole ficou com Wagner Queiroz que, apesar de perder posição logo na primeira volta para Elton Andrade, continuou no pelotão disputando o primeiro lugar. Junto com eles, estava na briga Gustavo Zimmermann e Vinícius Neves.

Os quatro primeiros fizeram ultrapassagens emocionantes durante todo o percurso. Chegaram até a fazer ultrapassagem simultânea, duas de uma vez só quando ficaram emparelhados na pista. Mas, quem perdesse um minuto da corrida, quando voltava já podia ver outra formação. O único problema dessa disputa toda era o tempo perdido, deixando que outros pilotos chegassem mais perto.

Esse foi o caso de Daniel Mahseredjian, que largou em sétimo, mas foi chegando perto da disputa. Mas o piloto acabou ficando na briga pela quinta posição com Cristian Peticov e Wagner Nascimento.

O vencedor da categoria foi decidido apenas no final, quando Gustavo Zimmermann conseguiu se distanciar dos outros, garantindo a segunda vitória consecutiva. Elton Andrade, depois de passar por muitos momentos de ultrapassagens emocionantes, terminou a corrida na segunda posição, a mesma em que largou. E o terceiro lugar, também depois de muita briga, foi de Vinícius Neves. Wagner Queiroz ficou em quarto e Daniel Mahseredjian ganhou a disputa do quinto lugar.

Quem caiu para o Acesso foram os pilotos Ednilson Faria, Ubirajara Guarany, Rodrigo Ferrara e Samuel Mazzaro. “Caí para o acesso e agora é tentar voltar. A corrida pode ser mais fácil do que na principal, por aqui os pilotos voam e o tempo deles é impressionante”, comentou Ferrara.

Agora, enquanto a sexta etapa não chega, vem aí o ENDURO ASSEKA Kart São Paulo, dia 2 de julho. Serão duas horas de corrida no kartódromo Granja Viana. Se você ainda não fez sua inscrição, não perca tempo. As vagas são limitadas.

As inscrições podem ser feitas através dos links: www.asseka.com.br/inscricao e www.kartsaopaulo.com. O regulamento também está disponível para consulta.

ENDURO ASSEKA Kart São Paulo
Kartódromo Granja Viana – Cotia – São Paulo
2 de julho de 2011
A partir da 19h
O valor de inscrição por piloto é de 250 Reais.

No Comment

0

Sorry, the comment form is closed at this time.