Blog

A primeira impressão é a que fica.

Primeiro dia na ASSEKA, ainda meio deslocado, uma certa vergonha, afinal, teria que correr com a galera. Será que eu consigo? Só tem um jeito para descobrir. Vamos lá, bola pra frente.

O clima é um espetáculo, dá pra perceber pela maneira como a galera se comporta e recebe os que vão chegando para as baterias que começariam em poucos minutos. (frio na barriga). Primeira bateria, os grandões me mostraram que eu estava no lugar certo. Ali (a pista) seria o lugar para aprender com as batalhas travadas. Que show!

Depois a galera mais ligeira. Noooossa! Já vi que tenho um caminho looongo e um desafio, contra mim será o maior, afinal vou aprender e quem sabe conseguir correr atrás do VINI.(risos).

Bom, assim eu achei que seria. O maior problema é alcançar alguém para perguntar alguma coisa. Alguém viu passar um kart por aqui? Estou no lugar certo? Rodadas à parte, um último lugar merecido, me diverti muito.
Parabéns ao pessoal. Adorei a ASSEKA.

Brincadeiras à parte, não sei porque denominam a categoria como amador. Tudo bem que é indoor, mas a capacidade e destreza da galera é inquestionável, profissional e, acima de tudo a ética e o cuidado com que as baterias foram disputadas.

Ah, já ia me esquecendo. Um abraço ao Ubirajara, que me deixou bem a vontade e me acolheu como um verdadeiro irmão durante o período de ansiedade pré-bateria ontem.

A impressão?

Vocês todos, sem distinção, são a família que todos deveriam ter em suas casas.

No Comment

0

Sorry, the comment form is closed at this time.